8 de fevereiro de 2021

Como funciona a valorização de imóveis?

A valorização de imóveis é um acontecimento ao qual todos os empreendimentos imobiliários estão sujeitos. Em outros termos, a valorização ocorre quando o valor de mercado de um imóvel aumenta em relação ao valor praticado inicialmente. Entenda a seguir como o processo funciona e o porquê dele ser uma preocupação para compradores e investidores.

O que afeta a valorização de um imóvel?

A valorização de imóveis é um grande atrativo para quem investe em fundos de investimento imobiliário, afinal ela é sinônimo de maior retorno financeiro a longo prazo. Além disso, se não fosse por isso, o imóvel provavelmente perderia valor com o tempo, por conta da inflação.

É esperado que o imóvel sofra valorização de forma constante, mas nem sempre é isso que ocorre. Apesar da possibilidade do imóvel valorizar acima do seu preço inicial em relação à inflação, também pode ocorrer a queda dos preços.

Normalmente, esses processos são ocasionados por mudanças e reparos na estrutura do imóvel e/ou no seu entorno e tendências de mercado. O valor de venda é definido com base nesses fatores e tem relação direta com a valorização de um imóvel.

Nos fundos de tijolos, a valorização do imóvel é de extrema importância para garantir rentabilidade aos cotistas. Ou seja, ao escolher um FII, visando a possível valorização dos imóveis do fundo, alguns indicadores devem ser considerados.

Indicadores de valorização de imóveis

  • localização: o principal fator de precificação, principalmente em grandes metrópoles. Bairros mais nobres apresentam potencial elevado de valorização, mesmo com estruturas semelhantes a imóveis em regiões menos favorecidas;
  • condições do imóvel: outro importante fator, são as condições de um imóvel e a necessidade de reformas, que podem ser decisivos para a valorização. Casas novas costumam ter maior procura, porém a metragem, número de cômodos, materiais e acabamentos utilizados também são considerados;
  • infraestrutura: fator relacionado à quantidade de estabelecimentos e serviços atrativos para os proprietários, como supermercados, restaurantes, farmácias e parques;
  • acessibilidade: o fácil acesso aos principais pontos da cidade e a existência de transporte público nos entornos como o metrô, por exemplo, são bons indicadores;
  • segurança: essa é uma das principais preocupações dos futuros proprietários. Condomínios, cujos locais apresentam um sistema de monitoramento e policiamento eficientes, apresentam maior procura e, consequentemente, maior possibilidade de valorização.

Do mesmo modo que os fatores apresentados contribuem para a valorização, também podem gerar desvalorização. Isso ocorre por conta das mudanças no mercado imobiliário, responsável por avaliar e regular esses processos.

Quando há alta procura e pouca quantidade de imóveis, por exemplo, o valor de venda tende a aumentar. Por outro lado, quando poucas pessoas procuram imóveis em uma determinada região, o imóvel sofre desvalorização.

Índice Fipezap: como avaliar a valorização de imóveis

Apesar dos indicadores de valorização de imóveis conferirem mais confiança ao proprietário e futuro investidor, é difícil prever cenários futuros com exatidão.

Por isso é importante considerar índices de preço para avaliar a possível valorização de imóveis. O FipeZap é o primeiro índice de preço de abrangência nacional, que traz os preços médios de venda e locação, com base em mais de 500 mil anúncios veiculados por mês em portais da internet, como ZAP Imóveis.

Dessa forma, com um sistema confiável, o FipeZap acompanha a evolução dos preços do mercado imobiliário brasileiro. Assim, é possível prever com mais assertividade o quanto um imóvel pode valorizar ao longo dos anos e tomar as melhores decisões.

Como investir no mercado imobiliário?

Os fundos imobiliários são uma alternativa para quem deseja investir no mercado imobiliário, mesmo sem comprar um imóvel. Essa modalidade oferece rentabilidade através da distribuição de dividendos , sendo uma ótima opção para quem busca estabilidade na hora de investir.

Na modalidade de fundos de tijolos, o investidor adquire quantas cotas desejar para receber valores mensais, provenientes de aluguéis, proporcionais às cotas adquiridas.

Para comprar suas cotas, cadastre-se em uma corretora de valores, escolha o fundo imobiliário e envie a ordem para aprovação da compra de cotas.

Apesar do processo parecer simples, se você quer saber como investir em fundos imobiliários, suas vantagens e custos, a recomendação é buscar uma consultoria especializada. Dessa forma, você consegue tomar decisões assertivas, levando em conta a valorização do imóvel a longo prazo e outros aspectos do mercado.

A Mérito oferece todo o suporte para você investir no mercado imobiliário, priorizando seu capital de forma segura. Portanto, se você quer começar a investir ou diversificar a carteira de investimentos, entre em contato com a Mérito Investimentos.

Somos especialistas na gestão de ativos imobiliários com mais de 10 anos de experiência e temos o melhor investimento para você alcançar resultados consistentes.

Voltar