16 de agosto de 2021

Os melhores fundos imobiliários de 2021

Nos últimos anos, investir em imóveis se tornou o desejo de muitas pessoas. Porém, como os custos de manutenção desse negócio costumam ser elevados – principalmente quando falamos em empreendimentos comerciais –, outras opções passaram a chamar a atenção dos investidores.

É claro que estamos falando dos Fundos de Investimentos Imobiliários, também conhecidos como FIIs. Por meio desses ativos, os investidores podem aproveitar todos os benefícios de um imóvel físico e também desfrutar de outras vantagens, como sua rápida liquidez.

Segundo especialistas, a tendência é de que o mercado de FIIs continue crescendo, cada vez mais. Dessa forma, esse é o momento certo para lucrar com a valorização dos melhores fundos imobiliários.

Porém, assim como tudo que envolve dinheiro, é necessário ter muito cuidado para analisar o funcionamento desse mercado e entender quais são os melhores fundos imobiliários para a sua carteira.

Para isso, vamos entender como essa modalidade funciona na prática.

 

 

Fundos imobiliários na prática

O FII, como qualquer outro fundo de investimento, tem seu patrimônio total dividido em cotas de mesmo valor. Assim, ao investir nessa modalidade, os investidores se tornam cotistas ou sócios do empreendimento. 

Depois que você já estiver investindo nos fundos imobiliários, pode negociar as suas cotas a qualquer momento. Por isso, os FIIs são uma ótima opção para quem busca investir em imóveis com tranquilidade e longe de burocracia. 

Um grande benefício dos fundos imobiliários é o acompanhamento de seu desempenho, que é feito por uma gestão especializada. Esse trabalho permite que, ao longo do investimento, mudanças sejam feitas para alcançar os objetivos de forma mais certeira.

Além disso, essa gestão também se responsabiliza pelo repasse dos rendimentos, reinvestimentos e o pagamento dos tributos, facilitando ainda mais a vida de quem investe. 

 

Rendimentos

No mercado dos ativos imobiliários, existem duas formas mais conhecidas para que os investidores alcancem os lucros que desejam. A primeira delas é feita por meio da valorização das cotas.

Essa valorização depende da obtenção de capital através de negociações feitas entre os investidores diariamente na bolsa de valores.

A segunda fonte de rendimento acontece por meio do recebimento do aluguel que o fundo paga mensalmente, assim como ocorre no recebimento de aluguel de um imóvel físico. 

Além disso, um ponto positivo na hora de investir em fundos imobiliários é que os aluguéis são isentos de tributos. 

Os investimentos que são feitos em títulos e papéis do mercado imobiliário são conhecidos como rendimentos para fundos de papel e incluem certificados de recebíveis (CRI), letras de crédito imobiliário (LCI) e letras hipotecárias. 

Nesse caso, os indexadores têm influência sobre o montante total – ou seja, esses ativos provêm de acordo com o desempenho das aplicações.  

Já os fundos imobiliários de tijolos, formados exclusivamente por imóveis físicos, são uma boa opção para quem quer aproveitar o aquecimento da economia. Com características de renda fixa e renda variável, esses fundos são indicados para investimentos de médio a longo prazo.

 

 

Como selecionar os melhores fundos imobiliários?

Antes de escolher o FII ideal, o investidor deve saber qual é o seu objetivo e o seu prazo com o ativo. Por exemplo, o seu foco principal será a geração de rendimento com a locação do imovél? Ou a valorização das cotas na bolsa?

Tudo isso deve ser muito bem alinhado antes de aproveitar todas as vantagens de investir em um fundo imobiliário. A seguir, fizemos um passo a passo para você não errar na hora de tomar a sua decisão.

 

1. Escolha uma boa gestão

Assim como a Mérito Investimentos, algumas gestoras de fundos imobiliários já são conhecidas no mercado por apresentarem um bom desempenho e por buscarem a preservação do capital de seus cotistas.

Antes de fazer a sua escolha, é preciso analisar se a gestora em questão oferece soluções adequadas às suas necessidades de investimento. Feche a parceria somente quando você estiver certo de que ela atende aos seus objetivos.

 

2. Confira o valor das cotas

Para saber se o valor de uma cota está valendo a pena, basta fazer uma conta bem simples. Divida o patrimônio líquido do fundo imobiliário pelo número de cotas emitidas. Esse valor é o PLC, que representa o patrimônio líquido por cota.

Em resumo, temos:

  • Preço da cota muito acima do PLC = sua cotação poderá sofrer quedas.
  • Preço da cota abaixo do PLC = indica boas oportunidades ou que o fundo possui inconsistências.

Por isso, antes de investir em um determinado FII, é necessário verificar se o preço das cotas realmente compensa para o fundo escolhido, já que o valor pode variar diariamente.

 

3. Verifique a liquidez 

Saber a liquidez de um fundo imobiliário significa saber quanto dinheiro ele movimenta por dia. Isto é, quanto maior o volume de negociações ele possui, maior é a sua capacidade de converter ativos em caixa.

Se o FII escolhido apresenta uma alta liquidez, significa que ele é menos arriscado do que um fundo de baixo volume, por exemplo. Sendo assim, o investidor não terá dificuldades para vender suas cotas caso tome essa decisão no futuro.

 

4. Faça parte do IFIX

O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) indica o desempenho das principais cotações dos FIIs na bolsa de valores. Ele é um grande referencial para esse mercado, assim como o Ibovespa é para o mercado de ações.

Por isso, selecionar um fundo que está dentro da abrangência do IFIX é uma ótima opção, pois grande parte deles apresenta uma alta liquidez e um ótimo valor de mercado.

 

Confira a lista dos melhores FIIs de 2021

Considerando todas as mudanças repentinas que acontecem no mercado, fica difícil saber quais realmente serão os melhores fundos imobiliários de 2021. Por isso, você deve fazer uma escolha cuidadosa e avaliar todas as informações do FII que pretende investir.

Apesar das variáveis e dos efeitos causados pela pandemia, ainda existem alguns excelentes fundos imobiliários, com grande potencial para se investir em 2021. Confira a lista.

 

  • XP LOG – XPLG11.
  • Maxi Renda – MXRF11.
  • Mérito Fundos De Ações Imobiliárias – MFAI11.
  • CSHG Logística – HGLG11.
  • XP Malls – XPML11.
  • BTG Pactual Fundo De Fundos – BCFF11.
  • UBS (BR) Office – RECT11.
  • Mérito Desenvolvimento Imobiliário I – MFII11.

 

Você quer saber mais detalhes sobre eles, principalmente os fundos MFAI11 e MFII11? Conte com a expertise e a experiência da Mérito Investimentos. Há mais de 10 anos, ajudando investidores na gestão de ativos imobiliários.

Voltar