20 de janeiro de 2021

Fundos híbridos: vantagens e desvantagens

Nos últimos anos, houve um grande crescimento nos investimentos em fundos imobiliários. Uma das modalidades que se destaca nesse cenário é a dos fundos imobiliários híbridos.

Suas vantagens estão muito relacionadas . Isso porque seu regulamento permite investir em diferentes tipos de ativos do setor imobiliário, como empreendimentos físicos, papéis, fundos de fundos e ações – sendo sempre necessário observar a restrição de serem produtos imobiliários.

Neste post, você conhece as vantagens e desvantagens de se investir em fundos imobiliários híbridos para conferir como pode ser positivo olhar com atenção para esses ativos. Acompanhe

Vantagens dos fundos imobiliários híbridos

Experiência

A gestão é realizada por profissionais dedicados ao segmento, e investir em um fundo híbrido possibilita utilizar-se da expertise desses profissionais para cuidar do seu patrimônio. Eles buscam constantemente por melhores rentabilidades e oportunidades para seus cotistas.

Diversificação

Um fundo costuma ter muito mais recursos a serem alocados do que um investidor sozinho, e com isso consegue mesclar muito mais os investimentos. Essa diversificação é importante para a proteção da carteira e para não ficar exposto às oscilações do mercado.

Gama de produtos

Quando falamos de fundos, estes têm acesso a uma maior variedade de produtos e com características mais atrativas, uma vez que se qualificam como investidores profissionais, têm capital mais alto a ser alocado e estão integrados ao mercado, analisando suas tendências e oscilações.

Velocidade de resposta

Tratando-se de um fundo híbrido, o gestor tem muito mais liberdade para a escolha de ativos. Portanto, quando um segmento se mostra mais atrativo do que outro, ele pode rapidamente fazer uma realocação, não ficando à deriva do mercado.

Já um fundo de tijolos monoativo, por exemplo, detém apenas um imóvel, e independentemente do mercado, não consegue se reposicionar para evitar perdas, ficando suscetível ao mercado.

Desvantagens dos fundos imobiliários híbridos

Riscos de delegar

Deixar a responsabilidade a cargo de outros é um ponto de atenção. Os fundos híbridos dão grande liberdade ao gestor para realizar a tomada de decisão e buscar os segmentos que estão mais interessantes em cada período.

Aqui temos uma faca de dois gumes, pois ao mesmo tempo em que possibilitamos respostas mais rápidas nas alocações, o gestor tem muito mais poder para realizar as operações. Dessa forma, é interessante verificar se o fundo está alinhado ao seu perfil.

Dificuldade em análise e comparação

Pelo fato de trabalharem com diversos ativos e serem mais pulverizados, os fundos híbridos são um pouco mais trabalhosos para serem analisados pelos cotistas se comparados a fundos com um propósito específico.

Para saber mais sobre produtos no segmento de fundos imobiliários híbridos, entre na Mérito Investimentos!

Voltar